Natal, 21 de setembro de 2019

Notícias da meia

50 dias para correr 21km

Corredor conta sobre preparação para Meia do Sol. Ao seguir as recomendações dos especialistas, maiores são as chances de bons resultados

Um esporte que alimenta a liberdade de ultrapassar as barreiras pessoais e garantir inúmeros benefícios à saúde. Cada dia mais ganhando o coração dos brasileiros, a corrida de rua, além de auxiliar os praticantes a perder peso, ganhar massa muscular, reduzir o estresse, melhorar a postura e o condicionamento físico e fazer novos amigos, a atividade não demanda o uso de equipamentos especiais. Somente com um tênis confortável e roupas leves e adequadas, é possível acelerar o passo e bater os recordes almejados. Ao associar a praticidade com os benefícios proporcionados, pessoas de várias idades têm dedicado uma pequena parte do tempo à modalidade.

Apaixonado por esportes desde muito cedo, o psicólogo Rodolfo Cortez, de 31 anos, sempre foi incentivado pelos pais e tios aos hábitos saudáveis e à prática de atividades físicas. Aos 4 anos, ingressou na natação, encaminhou-se pelo handebol ao longo da adolescência até a conclusão da universidade. “Comecei a sentir gosto pela corrida ainda na escola, com os treinos de condicionamento físico do handebol que, muitas das vezes, tinham aquecimentos envolvendo a corrida de distâncias maiores”, relembra.

Por sempre se sentir confortável durante a prática da modalidade física, aos poucos a corrida foi conquistando espaço na rotina do Rodolpho Cortez. “Posso dizer que o esporte em geral mudou minha vida”, relata. Para ele, os maiores legados do esporte ensinam como lidar com frustrações, vitórias, estresses e trabalhar em grupo. “A corrida particularmente mudou a maneira de como lido com o estresse do dia a dia e também com meus próprios desafios”, explica.

A corrida é um esporte que não propõe necessariamente a competição direta. O corredor não precisa competir com outra pessoa, mas superar os limites pessoais. Por isso, não basta trabalhar apenas o lado físico; é fundamental desenvolver lado emocional. “Os treinos me auxiliam a tirar o foco dos problemas, prestando atenção somente na técnica, no planejamento e na execução. Correr é um alívio para mim”, ressalta. “Isso sem citar os inúmeros benefícios para a saúde física”, destaca Rodolpho Cortez.

Amante da corrida de rua há sete anos, o psicólogo costuma treinar três vezes na semana, intercalando com os treinos de musculação para o fortalecimento corporal. Na expectativa de bons resultados em sua primeira participação correndo o percurso oficial da Meia do Sol, o potiguar e a esposa, Raphaela Reinaldo, advogada, 25 anos, integram a equipe de corrida CB Sports, empresa especializada em assessoria de corrida. “Ao começar a treinar com uma assessoria esportiva, percebi que apesar da corrida ser um esporte individual, praticamos como uma família”, comenta.

“Quando um casal treina junto, acredito que até a relação fica mais forte. Além de outros benefícios como ter um incentivo constante, quando um dos dois está mais cansado ou pensando em ‘matar’ um treino”, relata.

O atleta conta que as dores nesse meio tempo, são quase que constantes, mas ressalta que, para romper novas barreiras, um preço precisa ser pago e por isso tanta dedicação é fundamental. “Em busca dos meus objetivos, não posso perder o foco. Com o auxílio da assessoria, tenho treinos específicos e costumo seguir arrisca a planilha recebida”, explica.

Acompanhamento profissional

“O ideal até o dia da Meia do Sol é manter um ritmo de treino constante e monitorado por um especialista, intercalado com momentos de descanso, cuidar da hidratação do corpo, moderar a ingestão de álcool, e possuir alimentação balanceada rica em carboidratos, fazendo com que diminua os riscos de infecções. Todas essas são orientações essenciais para quem, acima de tudo, superar objetivos pessoais e não ter surpresas durante a prova”, explica o médico do esporte Fábio Romualdo.

Confirmada para 15 de setembro, a Meia do Sol tem largada e chegada na Arena das Dunas, em Natal. Além da distância oficial da prova, 21km, os atletas participarão nas categorias de 10km e 5km, em um percurso que contempla um dos cenários mais belos da cidade, a Via Costeira. “Com uma vista para o mar, tudo fica mais leve e prazeroso”, frisa Nivaldo Pereira, um dos organizadores do evento.

Mesmo faltando quase 50 dias para Meia do Sol, ainda é possível se preparar para competir no trajeto mais longo oferecido pela prova. De acordo com o técnico da CB Sports, Cid Barbosa, é essencial que o atleta esteja bem preparado para começar e terminar o trajeto. Confira a entrevista:

Meia Maratona do Sol – Faltando aproximadamente 50 dias para a Meia do Sol, ainda dá tempo de se preparar para o percurso oficial da prova?

Cid Barbosa – Para aquelas pessoas que já estão treinando, ou seja, que vêm seguindo uma sequência de treinos semanais há um tempo, temos um bom tempo para entrar na parte específica do treinamento e conseguir bons resultados. Entretanto, para aqueles que ainda vão iniciar, seja porque não treinavam antes ou porque ficaram um tempo sem praticar, a análise é muito mais individualizada. Correr 21km exige muito do participante e o ideal é procurar um profissional de educação física o quanto antes para não perder mais tempo e conseguir otimizar a preparação.

Meia Maratona do Sol – Quais são as principais recomendações para quem está se preparando?

Cid Barbosa – O ideal é ter um profissional de educação física capacitado orientando a preparação e se possível um nutricionista também fazendo acompanhamento. O volume de treino para uma meia maratona é razoável e isto aumenta o risco de lesões. Algumas pessoas treinam sem orientação para provas menores e acham que vão conseguir o mesmo feito nas demais provas. Mas, quando aumentamos o volume de treino visando uma prova com distâncias maiores ou aumentamos a intensidade para diminuir o pace (tempo de prova), aumentamos também a chance de lesões ou de entrar no chamado overtraining. Por isso, educadores físicos e nutricionistas são essenciais nesta preparação para diminuir os riscos e ainda melhorar o desempenho dos atletas.

Meia Maratona do Sol – Como a corrida pode mudar a vida de vida com os benefícios que ela traz?

Cid Barbosa – A prática de atividades físicas melhora a saúde física e mental, proporcionando diversos benefícios para o corpo, melhorando tanto a capacidade respiratória, quanto a muscular. Além disso, a parte da socialização, inerente à modalidade, é impressionante. Na corrida é muito fácil se juntar a grupos com os mesmos objetivos. Para esquecer problemas e estresses vivenciados ao longo do dia, os encontros são os momentos mais prazerosos para estas pessoas, pois o próprio exercício libera hormônios do ”bem estar”, o que faz da prática algo viciante.

Inscrições

Elaborada de acordo com as normas técnicas estabelecidas pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), a competição também cumpre com as normas de segurança estabelecidas pelo Corpo de Bombeiros e CREA. As inscrições devem ser feitas exclusivamente no site www.meiadosol.com.br. A Meia Maratona do Sol é uma produção da HC Sports, empresa responsável por organizar os principais eventos esportivos da capital potiguar. A corrida conta ainda com o patrocínio da Caixa Econômica Federal.

Serviço
Meia Maratona do Sol
Data: 15 de setembro de 2018 – sábado
Hora: 16h
Largada: Arena das Dunas, Natal/RN
Inscrições: www.meiadosol.com.br